Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

(...)

Imagem
A vida é um eterno três pontinhos. Uma doce e amarga reticências... O ponto final não existe, a vírgula serve apenas para pausa, o ponto e vírgula para tentar amenizar o longo e o pesado dia-a-dia, a exclamação para dar emoção e a interrogação para questionar o que não sabemos responder... Somente os três pontinhos são reais. São reais porque por mais que tomemos decisões, coloquemos pontos finais, pausemos para refletir, seguirmos tropeçando em ponto e vírgulas, ou mesmo, colocando exclamações para dar vida e emoções aos nossos dias, somente os três pontinhos significam o obscuro amanhã. Não temos como definir o que não sabemos. Podemos planejar, orquestrar, colocar metas, focos, tomar decisões, mas a certeza de que tudo isso acontecerá, ou não, depende desses três únicos pontinhos... E então, seguimos sem saber... Como o tão famoso samba-enredo: ” Como será o amanhã? Responda quem puder...” Ninguém pode responder pelo amanhã, dúbio e vago. Somente nos resta deixar esses três pontos…